Cansada


Cansei de ser tão só
Na infeliz busca da felicidade
Um pesadelo de bons sonhos
Em busca da eternidade

Tentarei dificilmente seguir teus passos
Amar, viver, mesmo sem te ver
Para não cair novamente
Nesse poço de amargura

O tempo é meu inimigo
Pois depois do acontecido
Passa tão devagar
Ah! Não sei se vou aguentar


Se não tenho a imortalidade viva
Quem sabe a alcançarei
E perto de você descansarei
Para olharmos nosso eterno amor
E ter sempre seu calor

5 leram:

Marcelo Zaniolo 12 de janeiro de 2011 11:02  

Que triste...

Espero que seja só um texto e não algo real. Ou, ao menos, não condizente a sua vida...

E eu acredito na eternidade! Hehe

Um beijo.

Gordinha 12 de janeiro de 2011 11:30  

Marcelo,
Acho que essa poesia tem uns 10 anos guardada, eu achei e resolvi postar! É só uma poesia! hehehehe!

Bjs!
=D

Mulher na Polícia 12 de janeiro de 2011 18:16  

Ê minha amiga,

Nem te conto...
Mas, fazer o quê né?

A gente se ilude.

Um beijo nesse rostinho triste.

Barbara C 13 de janeiro de 2011 16:29  

Oh como cansa!


bjs!

Sujeito Oculto 15 de janeiro de 2011 17:49  

Fiz um tijolinho para você no meu blog.

Às vezes poesias são só poesias mesmo.

Related Posts with Thumbnails

@gordinha

Tá na bolsa!

Sigam-me os bons!

GTM