Tic tac

As crianças correm no quintal e eu aqui. Vendo o tempo passar sem nem sair do lugar, eu pisco e nada muda, respiro e não tem resultado.
Me falaram que tenho um problema, mas nem lembro mais o que era, sinal de que o tempo passa.
Me falavam que ele era inimigo e as vezes cruel, e eu aqui sentado, piscando e respirando mas sem nada mudando.
Agora as crianças correm, mas não são mais as mesmas.
E eu aqui nunca deixando de ser o mais do mesmo.

Queria ver a crueldade do tempo, mas não me preocupo, só pisco e respiro.

Talvez ele não seja tão mal assim com pessoas como eu, algum dia quero ver o quão inimigo ele pode ser.
Mas não penso em nada além de ver as crianças, que já não são mais as mesmas de novo!

Mas voltemos: respirar, piscar e ficar preso no meu tempo.

Tic tac tic tac

2 leram:

Marco Fernandes 17 de abril de 2013 02:21  

A ironia do tempo é que ele pode se transmutar em cruel ou maravilho no intervalo de um piscar de olhos...
Se de repente tudo parece cinza, turvo e nublado nesse preciso instante que define um momento, na próxima piscada ele pode trazer cor, brilho e a solução mesmo que momentânea para todos os problemas, em todos os aspectos.

Talvez o segredo seja continuar vivendo, continuar piscando e fazer com que cada piscar que se torna um momento maravilhoso, seja aquele que não possa ser vencido pelo tempo, aquele que dê sentido pra tudo e aquele vai definir o momento da sua vida.

Keep blinking... ;)

Mulher na Polícia 16 de julho de 2013 09:40  

Oi Gordinha!!!

Cara... PRECISO te deixar um incentivo verdadeiro e de coração.
Cara! Você tá escrevendo mooooiiito!

"NUNCA PARE DE ESCREVER"
Entendeu???

Seus textos estão cada vez melhores!
; )

Um beijo grande da sua fã.
: )

Related Posts with Thumbnails

@gordinha

Tá na bolsa!

Sigam-me os bons!

GTM