Marina

Marina, era uma criança estranha, esquisita, esquizofrênica e estrambótica, tudo que escrevia começa sempre com a letra "E".

Tinha uma fixação por essa letra, gostava de sua forma: 1 reta vertical, cortada por três na horizontal.

Um dia aprendeu matemática: uma reta em 90º e outras três paralelas em 180º.

Sempre tentou atingir a perfeição, a partir desse dia tentava caçoar as crianças que a escrevia de uma forma torta, e ângulos errados.
Se pegou pensando em seu nome que começava com a letra "M", descobriu que havia outras formas. Mas, logo depois do "N" se perdeu em uma letra, esta tinha uma forma que a matemática ainda não havia lhe explicado.

Procurou e aprendeu que o "O": era uma circunferência de 360º.

Mudou sua visão começou a detalhar mais ao seu redor, via que o mundo era Abundante, Belo, Criativo, Desconcertante, Exuberante, Excentríco.
Seus pais não viram a diferença em seu comportamento. E, Marina sentindo-se só diante de seu ABC, recaiu à letra "E".
Na escola continuou ser caçoada pelo seu jeito, os professores não há entendiam e a entediavam, em sua casa seus pais se enganavam e se separavam.

Morou com seu pai, abandonada pela mãe.

Descubriu no seu antigo alfabeto o significado da palavra Solidão, Tolêrancia, Urgência, Vida. Parou no V ... e se sentiu Esquecida na Vida.

No zumbido de um rádio, lembrou que seu nome era com "M" de morte e assim completou o seu alfabeto.

5 leram:

Tiago Moralles 29 de março de 2009 16:40  

Triste abecedário.

Bia =D 29 de março de 2009 19:56  

tem a parte que ela é atropelada pela roda de ônibus (O) e talz! rs

Ficou bom, orda!

bjs

Gordinha 30 de março de 2009 08:32  

Obrigada, people!
Bjs!

pedromana 30 de março de 2009 09:13  

Marina....Macabea!!
Legal seu triste conto!! rsrs

Parabens!!
bjus

Felipe A. Carriço 31 de março de 2009 11:47  

Li com tanta antecedência que esqueci de vir até aqui comentar...
Marina com M de morte. Bem legal!

Related Posts with Thumbnails

@gordinha

Tá na bolsa!

Sigam-me os bons!

GTM