As intermitências da morte


Depois de quase dois meses, consegui terminar de ler! Ás vezes eu me acho meio burra! Mas eu tenho uma desculpa, a de que não é possível ler este livro no ônibus, mêtro, ou qualquer lugar público.

Isso porque Saramago necessita de muita atenção aos detalhes e no modo em que escreve.

Eu acho legal definir a palavra intermitência, até onde sei, intermitência, é fazer algo e interromper, depois fazer de novo e depois interromper e depois ... e depois ...

“E no dia seguinte ninguém morreu”. No primeiro dia do ano ninguém mais faleceu. A partir daí, o livro mostra como se comporta uma sociedade em que ninguém mais "bate as botas", pessoas agonizam, todo suspiro é o último, mas nada de "passar ao outro lado".

Depois a morte volta a matar (redundante, é isso!), mas dá uma chance as pessoas entregando uma carta uma semana antes de cairem do telhado.

Até que um dia uma das cartas volta ... (Já contei muito)

Este livro pode ser dividido em três partes, uma sociedade sem a morte, o retorno da morte e seus sistema de notificações e depois todo o mistério que envolve a devolução da carta.

A personagem principal é a própria morte, aquela que a gente conhece como cadavérica e a julgamos até mesmo como injusta, mas se pararmos para pensar a morte é o personagem principal também de nossas vidas, nós somente fazemos questão de que ela seja sempre coadjuvante.

6 leram:

Felipe A. Carriço 3 de fevereiro de 2009 15:58  

Tem tudo pra ser um ótima leitura!
Já estou terminando o 2 capítulo e, até agora tá show!

É verdade o fato dele ser um livro pra poucos momentos de concentração.

Valeu pelo "empréstimo", Tatá! Farei bom proveito!

Bia =D 8 de fevereiro de 2009 22:37  

Seus posts tbm são meio intermitentes.

Queria poder ler, mas estou há algumas semanas tentando não dormir nos detalhes do Madame Bovary. Poderia me emprestar a versão em quadrinhos?

Gordinha 9 de fevereiro de 2009 11:03  

Acho que de Blog da gordinha, vou deixar como as Intermitencias de um Blog! ahn ahn !

Pensei que só eu precisasse me concentrar pra ler ele, ufá ! To me sentindo menos burra ... E gorda, larga de ser vagal e termina de ler ! hahahaha !
Bjs !
=D

Tiago Moralles 9 de fevereiro de 2009 23:21  

Belíssima leitura, apesar de ser suspeito quanto a Saramago.

Maycon Luzan "Don" 10 de fevereiro de 2009 09:26  

Nossa não acredito que te achei meuuuu...saudades de vc bjão Grungete rss...

Nadia 22 de fevereiro de 2009 21:54  

Mundo pequeno...estou lendo o dito livro pra um trabalho e infelizmente não tenho 2 meses pra terminá-lo...Enfim, to curtindo.
Talvez possamos filosofar a respeito quando eu acabar...rs

Bjks!

Related Posts with Thumbnails

@gordinha

Tá na bolsa!

Sigam-me os bons!

GTM